Experimentei o Tumblr

Já algum tempo fiz uma conta nesse misto de plataforma de blog / microblog. Hoje o Tumblr, está sendo o queridinho.

Há notícias que nos EUA, o tempo de permanência nele vem superando o Twitter e o WordPress – como plataforma de blog; e no Brasil tem alcançado grande sucesso, a ponto da empresa escolher o Brasil para abrir seu primeiro escritório internacional.

Aqui uma segue uma observação minha em particular, dando uma busca por ‘tumblr’ em redes sociais Twitter, Google+ e até no Orkut, notei pelos resultados um grandes fluxo de jovens, principalmente adolescentes, estudantes, etc… No Twitter a stream chega a ficar nervosa de tanta movimentação.

Não sou especialista em análise de comportamento, mas presumo que pelo Tumblr, oferecer uma plataforma de blog com boas opções e muitos temas, que podem ser modificados, atraia esses jovens. E do Tumblr eles, ainda, podem postar direto para o Twitter, algo facilmente configurável pelo Tumblr, que também faz o mesmo para o Facebook.

Desde que virei blogueiro ‘por diversão’, venho quando posso testando as plataformas, para ver qual a melhor para meu uso.

Na época que fiz conta no Tumblr, também conheci o Posterous. Já havia falado dessa dupla e de outras aqui nesse blog: Para que e por que se ter um blog ou site.

Mas curiosidade de geek não acaba, e resolvi conferir esse Tumblr de novo.

A sistemática desta plataforma não mudou muito, o layout de gerenciamento dele mudou, novas redes sociais foram adicionadas, assim como compartilhamentos, novos temas, etc.

Assim como o Posterous, no Tumblr não permite uma simples maneira de adicionar widgets, como o WordPress e o Blogger, só se personalizando o tema – o que não é uma tarefa tão simples assim.

Com essa fama obtida nos últimos tempos o Tumblr, tem recebido uma série de compartilhamentos de vários sites. O que o faz interessante.

Infelizmente, o conteúdo de pesquisa nele não é satisfatório, por conta de inúmeras besteiras postadas: gifs animados, poemas, figurinhas, etc. Inclusive notei um bug nas ferramenta de busca dentro do meu respectivo blog, funciona melhor as buscas dentro do painel ‘Dashboard’.

Mas ele permite o feed ser compatível com o FeedBurner, o que o wordpress.com não permite. Através de serviços externos o Tumblr permite o redirecionamento automático de feeds de outros sites para ele, veja: Como publicar automaticamente no Tumblr via RSS Feeds.

Outra diferença para a plataforma online e e gratuita do WordPress, é que o Tumblr permite a inserção de anúncios, por exemplo o Adsense, da Google, é possível adicionar o código na descrição do (Customize > Description); pelo que notei a personalização do Description vai depender muito do tema escolhido. E para liberar comentários nos posts é preciso ativar uma conta no serviço: Disqus. Como se vê, aliás, essa é uma prática dele, redirecionar serviços de outros sites.

Penei um pouco para entender e conseguir colocar uma nuvem de tags no blog, optei por seguir as orientações do link: Tumblr Tag Clouds, que já havia encontrado nas minhas buscas, e novamente utilizando o campo ‘Description’. E para o contador de visitas segui a dica: Número total de visitantes no Tumblr.

Eis ai a obra: http://rjbgbo.tumblr.com/

Gostei de testar melhor o Tumblr, o qual eu tinha uma preocupação com dificuldades que eu achei de início. É uma pena o Posterous estar tão paradão, tenho uma simpatia por ele, e também agora criou uma função de microblog / rede social dentro dele.

Mas veja que a aceitação de banners de propaganda, mais rápida inclusão de redes sociais, ect… no Tumblr, o torna mais mais atrativo que o Posterous, que não permite anúncios na sua plataforma gratuita.

Em termos robustez, sem dúvida as melhores opções de plataformas para blogs, são: WordPress.com e Blogger; mas o Tumblr não deixa de ser uma alternativa, que tem a possibilidade de ‘humanizar’ e compartilhar com outras redes, podendo o mesmo ser ou não público.

Talvez não seja bom subestimar o Tumblr como plataforma de blog, microblog e rede social, mesmo as vezes o conteúdo dele não sendo do agrade de um ou outro usuário, conforme o seu gosto, mas é bom ter várias opções para o usuário ver qual a melhor. Ainda mais que o Tumblr pode funcionar como um agregador de feeds do blog principal de um usuário para uma outra rede que vem crescendo e tem suas qualidades.

Curiosidades:

About these ads

, , , ,

  1. #1 por Fábio de A. Vilalba em fevereiro 26, 2012 - 8:17 am

    boa ricardo.

    sempre mostrando os prós e contras das redes.

    Por enquanto entao vou seguir forte no meu velho e amigo wordpress.

    73 55

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: